Twitter Facebook Google+ Vimeo YouTube Pinterest Dribbble

[Opinião] “Flat Design” é uma tendência?

Primeiro, cuidado para não confundir “design” com “estética”. Flat Design é na verdade uma tendência estética que está borbulhando com o excesso de skeumorfismo nos apps da Apple, e a nova interface contrastante do Windows 8. Uma das fagulhas da discussão foi esse post no blog do LayerVault.

A diferença fundamental entre os dois tipos é estética, mas em termos de usabilidade, a Microsoft ainda peca por ter investido demais em um visual limpo demais, e abriu mão de regras universais de design como affordance, em que a aparência de um elemento já sugere sua interação (ausente nos elementos “flat” que não diferenciam os interativos dos não-interativos).

A discussão é longa, e tende pra velha dualidade Apple vs. Microsoft, mas se for considerar a tendência da estética Flat Design, analise as interfaces do Google (Gmail, YouTube, Google+), que é um meio-termo. Um “Quasi-Flat Design” ..

skeumorfismo almostflat flat [Opinião] Flat Design é uma tendência?
Comparação das estéticas das interfaces da Apple, Google e Microsoft

As interfaces do Google não exalam cheiro de couro, nem fazem um botão parecer uma placa de sinalização suíça. Pequenas sutilezas visuais fazem o uso ser intuitivo e ao mesmo tempo não chamam atenção para a interface. O que é o maior problema do flat – muito esforço é gasto pra criar algo visualmente novo, e que se diferencie do skeu que cansou, e pouco esforço é gasto pra perceber que a estética pode ferir princípios fundamentais de design e usabilidade.

Interfaces que tentam vender seus produtos chamando atenção pra si mesmas são as que ficam ultrapassadas. Está acontecendo com o skeu, e vai acontecer com o flat. Não podemos esquecer do mandamento final de Dieter Rams – “Bom design é o mínimo design possível”.

Se quiser saber de tedências de design na web, veja práticas como layouts responsivos, single-page websites, storytelling, tipografia bem trabalhada, etc. São práticas que estão ganhando popularidade, que misturam princípios de design com as mudanças tecnológicas do cotidiano, e a melhorias dos recursos de desenvolvimento web e avanços nos browsers.

Update: Zeh Fernandes fez uma ótima análise do assunto na Revista Clichê.

  • juliocesarprava

    Belo texto. Tenho uma dúvida… seriam o flat design e o metro design a mesma coisa?

    • http://joaofaraco.com.br João Faraco

      Metro é o nome que a Microsoft deu à sua nova linguagem gráfica, composta de cores chapadas, tipografia grande e elementos simples, inspirados em sistemas de sinalização suíços. É um tipo de flat design.

      Logo que eles lançaram a novidade, já deram de cara com uma ameaça jurídica que os obrigou a trocar o nome “Metro UI” por simplesmente “The New Windows 8 UI”, por conta de uma de suas distribuidoras ter o mesmo nome – a alemã Metro AG. Mas como o nome é fácil de lembrar, e foi relacionado ao estilo imediatamente, todo mundo continua chamando a linguagem de Metro.

      • juliocesarprava

        Obrigado por esclarecer! Você deveria fazer mais posts críticos.

  • Leandro Jorge

    Belo texto, muito bom.

  • Sarah

    Muito bem observado! Também acho que vc devia afzer mais posts críticos.

  • http://www.inbeta.com.br/ Richard Jesus

    Acredito que o lance de “skeuomorphic design” será cada vez menos aparente para a Apple agora que o Ive subiu de cargo já que ele publicamente já se opunha a isso.

    Já a Microsoft parece ter assumido a vanguarda com esse flat bastante minimalista deles, algo que mostra grande preocupação deles com interface.

    Belo post!

  • http://www.facebook.com/silas.lopes.315 Silas Lopes

    Belo texto! Me fez ir ler mais dois textos em inglês no site e no tumblr da LayerValt, haha.

  • Aluisio Francisco Cesar Junior

    Gostei bastante do seu post! O flat da Microsoft me pareceu uma colorida visita ao Windows 3.11, especialmente no caso da interface do pacote Office.