Twitter Facebook Google+ Vimeo YouTube Pinterest Dribbble

Illustrator – Fechamento de arquivos


A pedido do João Victor Ratts, aí vão algumas dicas a respeito de fechamento de arquivo pra enviar pra uma gráfica ou bureau de impressão. Na verdade é um teste de atenção, mas isso aí é mais uma demonstração de como é o meu fluxo de trabalho no Illustrator, na hora de finalizar um projeto pra produção gráfica.

Uma erratazinha, é lá pelos 4 minutos eu digo “nove centímetros”, mas na verdade é nove MILÍMETROS !

Outra coisa que esqueci de mencionar, é quando houver imagens no arquivo, vc deve conferir se ela está em CMYK 300dpi. Isso costuma ser feito no Photoshop, antes de vc colocar a imagem no Illustrator. Aí também tem que ter certeza que ela não está entrando maior do que 100% o tamanho original dela. Senão começa a ficar toda pixelada. Se a imagem estiver estourando esses limites um pouquinho, num tem problema. Mas se estiver entrando tipo a 150%, ou o dpi estiver a 200, dá pra forçar a barra no Photoshop com plugins como o AlienSkin BlowUp! ou o Genuine Fractals, que fazem um ótimo trabalho de resampleio forçado de imagem e já me salvaram de vários pepinos.

  • Entao João, nossa me ajudou muito, deu pra tirar muita dicas e aprender mais com esse seu tutorial, parabens cara, mas rolo uma dúvida, no caso de voce morar em centros grandes, as gráficas trabalham com Ai, mas no meu caso, interior, Jaragua do sul, SC, as merdas das gráficas aqui, não encontro uma que trabalhe com illustrator, e se eu tiver q mandar o arquivo do illustrator, para o cara da gráfica abrir em corel? em qual formato exportar? pdf? eps? psd? putzz, se poder da um alo ae, fico muito grato…

    Novamente, seus tutoriais tem me ajudado.
    Manja muito hein! ahaha

    boa sexta feira ae! abrs!!!!

    • M. Ravena

      Luis e João.

      Trabalho em uma empresa de impressão digital aqui em São Paulo (capital).
      O que posso dizer sobre essa dúvida é que, pelo menos na minha área, a maioria das empresas tem que gerar um arquivo de RIP, o que é feito a partir de um arquivo em TIFF ou EPS, o que quase os obriga a usar o Photoshop mesmo. Sendo assim, acredito que pode ser enviado em PDF, EPS, ou mesmo TIFF ou JPG. Uma vez que PDF e EPS podem ser abertos no Corel também.

      Uma outra opção à explicação do João é:
      do AI gerar um EPS ou PDF e depois abrir no corel. O “problema” é que precisa ficar ligado nas cores ou alguns detalhes, que podem ser mudados. Mas geralmente dá certo pra mim.

      Eu diria que sempre é legal dar uma conversada com quem vai dar saida no material, só pra saber como o cara trabalha… coisa e tal.

      É isso ahe!

      Mais uma vez… belos tutoriais João!

      Abraços.

    • thyago xavier

      Cara, vejo que partilho do mesmo barco que o teu.
      Atuo hj em uma agência de publicidade, na área de tratamento de imagens e arte finalização.

      Jaraguá realmente é um poço de ignorância no quisito de bons fornecedores, tonto é q já topei com gráficas que sequer sabem trabalhar com PDF, não convém citar nomes…

      Para sua dúvida eu tenho uma ou duas cartas na manga q tvz o auxilie…

      • Para abrir arquivos AI no Corel basta salvá-los em versão 9, que os mesmos abrirão sem problemas (porem é preciso uma revisão em transparências e sombras antes de mandar para impressão.)

      • Você pode salvar um PDF, usando a opção “High Quality Print” e importá-lo ou abrí-lo no corel sem problemas.

      Bem, são estas as duas maneiras que mais me auxiliam a lidar com gráficas mal treinadas de nossa região.

      Uma última dica é manter seu corel atualizado, pois o service pack 2 do mesmo é que faz com possamos fazer uso destes malandróps para envio ne nossos materiais, enquanto esperamos nosso fornecedores se atualizarem…

    • Cara, sou designer gráfico, mas atualmente trabalho numa gráfica como gerente de produção, mas primeiro fui arte-finalista (“o cara da gráfica” que o João se referiu rsrsrs). Hoje como gerente de produção, eu tenho que acompanhar desde a chegada de arquivo até a impressão na produção, e digo a vocês, muitos designers ainda têm uma dificuldade muito grande, a finalização de arquivos. Eu mesmo já ministrei paletras em algumas agências aqui na minha cidade por causa disso. Enfim, você pode sim fazer sua arte no illustrator sem se preocupar com a gráfica, desde que você a salve corretamente, eu aconselho você enviar a arte para gráfica em EPS, porque essa extenção abre facilmente no cdr e sem erro, jamais em PSD ou JPG, mesmo salvos em CMYK, estas extenções podem causar uma dor de cabeça tremenda, tanto pra agência quanto para a gráfica. EX: você me manda uma arte em JPG, nesta arte tem um texto, e o texto é preto, mas quando formos gravar os fotolitos e as chapas, nesse preto que aparentemente cairia somente o preto, cairão as 4 cores, para encaixar uma cor na outra, nesse texto finissímo mesmo com as marcas de corte e registro é extremamente arriscado, porque têm muitos variantes, um deles e eu acho que é o principal é a dilatação do papel, ou seja, o crescimento do papel, daí para encaixar as quatro cores é muito dificil. Espero ter ajudado! Abraço Dúvidas sobre o assunto é só perguntar: jonathan.molusck@gmail.com

      • Isso sim são comentários !! Valeu Ravena, Thyago e Jonathan !

  • Poise cara, às vezes aqui no RJ mesmo infelizmente agente tem que dar saída pra Corel. O que eu faço é simplesmente copiar do AI e colar no Corel e salvar como .cdr . Mas sempre tem que dar uma revisada nos elementos e nas cores quando se faz isso. E é arruscado se você tiver muitos efeitos e recursos exclusivos do Illustrator no arquivo. Tem que pensar na arte já imaginando como o Corel vai interpretá-la quando for ler o arquivo.

  • Daniel Caliban

    Eu ja sabia fechar arquivo (ou achava que sabia) mas pensei em assistir o video mesmo assim. E não estava errado, valeu a pena! Sempre acabo aprendendo um pouco mais. Uma coisa que eu sempre tinha dificuldade era de saber se faltava transformar em vetor alguma fonte, e oura coisa que adorei foi o “select all unused” e “Add all select”. Essas e outras me fizeram ver que valeu e muito a pena assistir. varias coisas tao simples que eu desconhecia.
    Vou ver seu site e procurar outros tutoriais.
    Obrigado

  • Lili Reis

    Fabuloso seu blog, tem me ajudado muito, principalmnte o material sobre Illustrator. Muito obrigada e Parabéns!!!

    • luiz virgilatto

      LILI REIS DA CIDADE DE MADRE DE DEUS?? BA????

  • Richard Porcel

    Muito boas as suas dicas, parabéns!!
    Já trabalho com Illustrator há um tempo e nunca havia usado o “select all unused” e “Add all select”. Valeu a pena ver seu vídeo!

    Deixo uma dica para fazer as marcas de corte no CS2. Crie um objeto (retângulo ou quadrado) na medida exata da sua arte e sobreponha-o em cima. Vá em “filter”, “create” e clic em “crop marks”, depois delete o objeto criado. Pronto, estão lá suas marcas de corte com a cor “registration” aplicada pelo próprio programa.

    Abraços e parabéns, mais uma vez!

  • José Antônio

    Muito bom…pra mim foi uma aula pois tudo foi novidade…acabei de ficar com dó do cara da gráfica pois nunca tive esse cuidado para fechar os arquivos para impressão.

    Muito obrigado pela dica.

  • andre

    Cara, não consigo visualizar o tutorial.
    Estou navegando no Firefox, mac os x, flash instalado.
    Trabalho há muito tempo com pré-impressão, desde o Aldus Page Maker… mas minha vida no ilustrator finalizando arquivos é recente e estou apanhando em algumas coisas básicas.. como área de crop e sangra.
    Mto complicado vc fazer a gentileza de me enviar o arquivo?
    Abraço
    André

  • Achei legal seu vídeo mas gostaria de dar uma contribuição para evitar a colocação das marcas de corte, se você permitir – Quando você criar o arquivo deixe o tamanho da página exatamente como você quer o trabalho final e sangre a imagem/cores para fora da página, coloque somente a marca de dobra também por fora da imagem/ página, assim quando a gráfica for impossicionar seu trabalho para soltar as chapas na pré-impressão o programa que será usado já coloca as marcas (assim você ecônomiza este tempo e a gráfica não precisa mexer no seu arquivo pois eles terão que fazer o que descrevi para soltar as chapas).

  • João comecei a ver esse tutorial e acabei parando na parte que você faz cruz de corte manualmente, se vc utilizar a ferramenta crop area, na sua area de corte, depos utilizar o release e ae vai em filtro, creat, crop marks ele cria automatico a cruz de corte! Quanto ao resto termino de ver depois, isso ae!!

    abs

  • Pingback: Fechamento de arquivo no Adobe Illustrator « RHOdesign Blog()

  • Enxutar foi ótima, mas foi de grande ajuda, obrigado! Usuário de Corel é difícil, quando passa pra outro programa fica perdido.

  • Beth

    Ola, gostaria muito de ver o video de fechamento, pois estoucomeçnado agora e preciso criar um cartão de visitas e mandar para gráfica. MAs não está sendo exibido este video, como faço para ver.

    obrigada,

    adorei o site.
    Beth

  • Cara, meus parabéns.
    Teus videos me ajudaram muito….muito mesmo.
    E parabéns pelos teus trampos tbm, vc manda muito!!
    Valeu
    Um abraço

  • Suzan

    Olá, pelo que entendi voce, msm finalizando o arquivo, ainda mandou ele no formato AI pra gráfica. Nao tem perigo do cara de lá mexer na sua arte?
    E qual seria a melhor forma de fechar um arquivo de Photoshop?
    Já ouvi falar que o ideal pra impressao é em formato tiff

    Obrigada,
    Suzan

  • Oi Suzan,
    Na verdade, é até melhor mandar o arquivo aberto pra gráfica, especialmente se houver facas e vincos envolvidos. Desse modo, o produtor gráfico pode adaptar a sua faca ao que deve ser produzido, dependendo do que ele ver na hora. As vezes uma faca requer algumas experimentações na máquina, pra ver se vai dar certo. Com essa liberdade, o produtor não perde tempo e faz os ajustes na hora.

    E também, se ele modificar alguma coisa da arte, você vai sempre ver uma prova antes de mandar rodar.

    E pra finalizar bitmaps, sempre é recomendado o formato TIFF mesmo. Sem esquecer é claro que ele deve estar em CMYK (se for policromia), a 300dpi, e pode até ter compressão LZW.

    Se não for policromia, você deve converter a imagem pra quantidade de cores que vão ser usadas, pra máquina saber o que vai imprimir com que cor. Uma imagem a ser impressa com dois Pantones por exemplo, deve ser convertida para duotone, e aí você designa os tons que cada cor terá sobre da imagem. No fim você vai ter um arquivo com somente dois canais, um pra cada Pantone.

  • Lucas Lutti

    Muito bom João!
    Varias dicas ótimas.
    Mas eu tenho uma dúvida: No caso de gradinentes, o que fazer para não marcar as etapas (não ficarem visivéis)? Rasterize nelas? Ou aumenta a quantidade de etapas? O que fazer com os gradientes??
    Valeu!

  • Fala Lucas,

    Gradientes você pode deixar como eles estiverem mesmo, não precisa expandir em etapas ou rasterizar.
    Acho que seria seguro rasterizar somente se você tiver feito um Gradient Mesh, em vez de gradiente clássico (linear ou radial). Só não esquece de conferir se o raster está em 300 dpi !
    Pra saber isso, vá em “Effect” >> “Document Raster Effects Settings …”. Aí é só ver se está a 300 dpi.

  • Bruno Godoi

    Vergonhoso a maneira como vc fecha um arquivo, principalmente as crop marks feitas manualmente.

  • Bruno, esse método de criar as marcas de corte pode não ser o mais rápido, mas é compatível com qualquer versão do Illustrator e funciona do mesmo jeito. Na minha experiência, aprendi que cada finalizador tem sua própria metodologia de fechamento de arquivo, mas no fim o que importa é que a “checklist de finalização” seja cumprida para garantir resultados corretos.
    O que você pode fazer é elaborar mais o seu comentário, dizendo o que você acha que seria melhor, pra que outros leitores possam aprender outras técnicas de finalização. Quem sabe assim possamos avaliar se o seu método é menos vergonhoso que o meu.

    • Muito bom seu exemplo. Educado e fino. Foi bom investir meu tempo na leitura de seu artigo.

    • Vergonhosa é a maneira como esse cidadão de nome Bruno Godoi envia seus comentários, sua mãe não te deu educação não?

    • Ricardo Ribeiro

      Fatality.

  • Ficou uma dúvida!

    Quando utilizamos transparencia em cima de uma imagem. O recurso que vc apresentou não é valido, pois ele chapa a transparência. O que fazer então? Transformar tudo em imagem?

    Ps: muito legal o tutorial, trabalhei com o corel a 15 anos e ja retirei essa joça da minha vida ha 3 anos, viva o AI! 🙂

  • Muito bom esse seu tutorial de fechamento de arquivo! Sou estudante de Design Gráfico e estou indo pro 2° ano do curso. Infelizmente só teremos produção gráfica lá pelo 4° semestre então seu tutorial ajudou muito! Obrigada!

  • Olá João, seu vídeo tutorial me ajudou muito, mas descobri uma pequena falha na sua aula, sobre relinkar as fotos, vc fala na sua aula que não é possível relinkar as fotos que foram embedadas no Illustrator, mas é possivel sim, é só vc clicar em windows / links e no rodapé da caixa de dialogo links, tem o botão RELINK é o 1º botãozinho na parte de baixo da caixa fica meio escondido mas tá lá, valeu João, fico aguardando de novas vídeo aulas, abraço.

    • Fala Osvaldo,
      Na verdade o que eu disse que é impossível fazer é extrair a imagem embedada, como pode no Corel e no Freehand. Uma vez embedada, não dá pra fazer o processo contrário. Isso é um problema quando vc abre um arquivo com a imagem embedada mas quer editá-la no Photoshop, por exemplo.
      Há pouco tempo eu vi um macete pra extrair uma imagem embedada do arquivo : Você salva o arquivo .ai como PDF, manda abrir no Photoshop, mas na janela de importação, em vez de importar a página inteira, vc marca pra importar as imagens individuais do arquivo. Aí vc escolhe quais imagens quer importar e elas entram na resolução original. Aí basta salvar a imagem com o mesmo nome e relinkar no Illustrator, sem dar embed.

  • João, em primeiro lugar, meus parabens pelo vídeo! A tua video/aula está ajudando muita gente a se livrar do tenebroso Corel. A Universidade por onde me formei (ULBRA-RS) só ensinou os princípios do Corel, o que, por fim, fez com que tds dali fossem em direção ao abismo.. hehe.
    Agora, cansei de sofrer e estou mudando por conta própria para o Illustrator, mesmo que como comentado já anteriormente, as gráficas aqui do interior do RS usem o Corel em maioria.

    Minha dúvida fica na parte das lentes/transparências. O que deve ser feito quando existe uma dessas transparências por cima de um bitmap? Como resolvo isto?

    Grande Abraço!

  • Denise

    Puxa, João! Seu tutorial foi o máximo. Vai dar um pouquinho de trabalho, mas em compensação não vou mais pedir pra outras pessoas fecharem arquivo pra mim.
    Muito obrigada

  • Ola João? Sonaboa?
    Cara, eu não consigo rodar seu vídeo de forma alguma, minha conexão não é das melhores, no entanto, eu consigo ver vídeos em qualquer lugar, youtube, e vários outros. Ta rolando algum problema aí? Eu tentei no Google Crhome, no firefox, e no IE, e nada, e eu to muito afim de ver esses videos, viu?
    Abraços

    • Fala Henry,
      A única coisa que precisa pra ver os vídeos é o plugin do Flash Player instalado no browser.
      Se não estiver dando certo de jeito nenhum, tente usar o iTunes pra assinar o podcast dos tutoriais. Aqui uma explicação de como fazer isso, e outros métodos pra baixar os vídeos : http://joaofaraco.nfshost.com/download-dos-episodios/

  • E ai João blz…cara adoro os seu tutos muito bom, mas queria ver ai como fazer para fechar o arqivo em PDF, ví uns tutoriais ai e muito mal explicado, e queria aprender como fazer isso saca com sagria e cmyk na página, tentei mas nao funcinou direito.vê ai se da pra fazer um explicando essa forma, ou se quiser me mandar um dica de como fazer agradeço..

  • ajudou pra caralho, valeu ai broda!

  • João, meus parabéns brother!
    Muito bom suas dicas e tutoriais, comentários a parte para as ilustrações..rs.
    Cara, estou pesquisando há meses em fóruns, blogs e afins, mas não encontro resposta para minha dúvida, e me impressiona outras pessoas não terem (passarem) o mesmo problema. É o seguinte: Na finalização quando converto minhas fontes em curvas, no PDF ou até mesmo no Illustrator, os caracteres “I” , “L” (minúsculo que é igual ao I) dentre outros sofrem uma distorção ficando mais “bold” do que as outras letras, tanto no computador quanto na impressão, isso independente da fonte, já fiz teste intensos que variaram de Arial a Webdings..rs. mas todas dão o mesmo pepino. E agora José..digo, João?..rs. nunca passou por isso? Cara, meu desespero chega a tanto para essa dúvida que se quiser podemos trocar alguns email’s com “prints” pra você entender melhor o problema. Muita gente quando eu conto pela primeira vez não entende, ou diz nunca ter passado por isso, mas quando lhes mostro na prática ficam boquiabertos e inseguros com os trabalhos que já fizeram. Então cara..rs. como minha última chance de desvendar este mistério, me ajuda ai velho!

    “…Revele o segreeedo Mr. M”
    (Imagina ai uma voz de Cid Moreira.)

    • Hehehehehe cara .. Vou te falar que eu já vi esse tipo de problema acontecer em PDF finalizado sim ..
      Mas infelizmente não vou poder te tirar desse poço com tanta facilidade, porque [1] as vezes que vi isso acontecer, foi só na tela, e na impressão saiu direitinho .. E [2] quando aconteceu, mesmo só na tela, o que eu fiz foi tentar outra versão da fonte, ou abrir em outra versão do Acrobat, que resolveu.

      Tenta salvar usando outro preset de PDF .. Teoricamente o [High Quality Print] é o que retorna o mínimo de problemas, mas você pode tentar os outros e ver se algum funciona melhor.
      Por último, salva seu arquivo .ai, manda pra um amigo e vê se o PDF que ele exporta fica direito .. Se ficar, manda o PDF que você gerou, pra ele ver se também abre errado na máquina dele.

    • Leandro Righetto

      Comigo acontece o mesmo problema que você está passando…
      Também, nunca ninguém soube me responder.
      A diferença é que na impressão as letras saem normais… o erro só acontece na visualização do PDF no Acrobat.

      • Studio

        Exporto a apresentação do InDesign em jpg, monto ela de novo e exporto em pdf. Isso, para o cliente ver direitinho, sem distorção. Mas para dar saída, exporto o pdf direto, nunca tive problema na impressão final… É trabalhoso, mas o resultado visual fica melhor do que as letras engrossadas! ABS

    • Design

      Converta tudo em curvas antes de gerar o PDF que os problemas se resolvem.

    • Thiago Antônio

      Oi Wesley!
      Tambem tinha o mesmo problema e resolvi de uma maneira bem simples:

      Abra o arquivo de pdf com o problema e no menu do Adobe Reader:

      Edit>
      Preferences>
      Page Display>
      Desmarca a opção “Enhance thin lines”>
      OK

      Pronto! problema resolvido, suas letras L´s e I´s serão visualizadas de maneira correta!

      Abraço!

      • Mah

        Cara, vou te dar um abraço, sério. Obrigada!

  • Cara, a princípio pensei que poderia ser somente no PC, eu e um colega tentamos em outro PC, não satisfeitos, tentamos em um MAC, e pra ter total certeza de que estávamos ferrados tentamos em um Illustrator original…rs. com várias fontes, outro detalhe, dependendo do volume de texto é possivel ver o erro ainda no illustrator, ou seja, no próprio arquivo *.ai e sim, na impressão a diferença é gritante, os caracteres ficam estranhos. Bom, João, foi ótimo você ter respondido, amanhã vou ver se faço um videozinho desse processo e coloco no ar, te mando o link por email caso haja uma curiosidade sua. No começo eu pensei que poderia ser muita inocência da minha parte (burrice), mas depois que compartilhei com amigos, gente da área de design percebi que não se tratava de amadorismo e sim falta de informação, que ainda não encontrei. Mas valeu mesmo cara, é que eu to querendo desabafar isso saca..rs.

    Vlw Demais!
    Te mando o link depois.

    • Manda sim cara ! E não se sinta desinformado .. Se tanta gente já tentou te ajudar e mesmo assim a coisa não funciona, tá na hora de jogar a culpa na Adobe ! Posta algo no fórum deles, e se tiver o vídeo, melhor ainda, pra eles verem de perto.
      Pensei agora .. Qual impressora vc tá usando, que as letras tão saindo bold ? Tentou em mais de uma ? Pq o mais bizarro disso tudo é que na impressão tbm sai o que tá no preview da tela.

  • Fernando

    Mais uma vez te agradecendo, vc ta me ajudando muitomu querido.

    Seus videos são muito feraaa.
    parabens

  • douglas

    Muito bom essa vídeo aula sobre fechamento de arquivo pra gráfica. E não só essa vídeo aula em questão.
    parabéns também pelo site.

  • Polly

    Obrigada pela sua dedicacao!

  • PriscilaVitorio

    João, parabéns pela iniciativa do site.
    vc me ajudou muito!
    BEIJOOOOOOOOOOOOOOO!
    AHHHHHH TO TE SEGUINDO NO TWITTER

  • Ludicéa

    Oi João,
    Nem sei se você ja postou algum video sobre o que vou te perguntar mas, como estou fuçando seu site. 😉 Ainda não vi.
    Gostaria de saber numa situação de fazer um adesivo no tamanho de 1,15m x 0,80cm, como eu iria fechar este arquivo para impressão e corte na gráfica?
    Poderia fazer uma video aula sobre?
    Obrigada pela gentileza.

  • Obrigado João ! Estou perdendo meu medo de Ilustrator ! rsr

    Abração!

    Vanes

  • Hugo Mendes

    Fala João, primeiro venho parabenizar pelo site, e pelos tutoriais, vi alguns, achei super interessante e aprendi coisas pequenas que ainda não sabia, mas que fazem total diferença.
    Não sei se você saberá me responder, os gradientes do Library do illustrator, na hora da impressão, é considerado cor especial, ou ele é feito com tons de CMYK? e os gradientes em geral na hora da impressão, causam algum problema?

    Abraços!

  • andrea

    João,
    Eu simplesmente AMO vc!!!!!!!
    Super obrigada!
    Depois que me indicaram vc, tudo na minha vida se resolveu…rs…juro!
    Eu sempre fui autodidata, mas te agradeço imensamente pela sua generosidade e clareza. Vc pode ser professor…PHD!
    Valeu…agora vou virar sua fã numero Um!!!!!!
    Meu trabalho agradece!!!!!!
    obrigada mesmo!
    um beijo
    Andréa

  • Mário

    Olá João!
    A mudança de color spor para process color foi fundamental!
    muito Bom cara!
    No meu caso só nao deu certo com o efeito drop shadow (trasnparencia).
    utilizei o Expand, Flatten e o Rasterize que deixou minha sombra extremamente opaca. Como posso eliminar essa transparencia sem alterar a cor?
    As graficas da minha regiao não leem os PDF’s com tranparencia.

    Obrigado pelo Video e pelo buzz causado aqui!

  • Renan

    E ae João… Gostei do seu tutorial. Estou pegando as manhas do Ai e aprendi algumas coisas no seu tutorial, maneiro.

    Mas geralmente quando finalizado o arquivo gero um pdf, que é como as gráficas pedem aqui no ES, por isso uso as opções de marcas de corte e registro direto na configuração do pdf, que é automático.
    Por que as fez manualmente?

    Vlw amigo, abs

  • Edson Santos

    Olá, moro em Cuiabá – MT, com certeza um dos blogs mais
    interessante e útil que já acessei…
    Belo trabalho João Faraco>>>>
    continue assim valeu!
    Abraço…

  • Chabes

    cara! valeu….ajudou demais….melhor tutorial que encontrei na web. parabéns

  • Olá!!
    Muito obrigada pelo vídeo! 🙂 mts dicas boas!!

    mas continuei com a duvida q eu estava procurando…

    tenho problemas com os vetores…algumas fontes, mesmo depois do create outlines, ficam estranhas quando exportadas no corel (q é o programa q a grafica possue) e mesmo desenhos q eu fiz com vetor, ficam serrilhados, estranhos….quando salvo em jpeg tb no illustrator, fica tudo serrilhado, horrível!

    O q acontece com esses vetores?? Achava q quando era vetor, n tinha história, sempre ficaria tudo lisinho, retinho e com boa qualidade…

    • Leandro

      A partir do momento em que é exportado para JPG, o arquivo já não é mais vetor, apenas o original salvo em CDR ou AI. Experimenta mandar para gráfica o arquivo original que a impressão sairá com a qualidade melhor.

  • Igornunesduarte

    Olá
    estou fazendo computação gráfica, estou exatamente no módulo de Illustrator e adorei as dicas

  • Audioslivia

    Tem uma ferramenta que demarca a área de corte chamada crop selection.

  • Audioslivia

    Tem uma ferramenta que demarca a área de corte chamada crop selection.

  • Thiago Mesquita

    Excelente…
    Sou fotógrafo e não entendo muito dessa área. As vezes faço algumas artes, mas usava Corel e sempre quis migrar para o illustrator. Você me ajudou muito.
    Mandou bem brother…
    http://www.mesquitafotografia.com

  • Ronaldo silva costa

    Gosto muito das aulas do joão, e quero agradecer por você compartilha o seu conhecimento com nos que estamos começando. Ronaldo Silva de santa luzia – Sergipe

  • Alluapy

    Como faço para abrir uma imagem do ilustrator no corel?

    • Fernando Alex Oechsler

      Eu salvo o arquivo em formato svg(svg) funciona bem.

  • Forf

    Como solucionar o problema de fechar arquivos para filme no Illustrator quando tiver imagens com pantones e nas áreas de mínimas somem ao serem ripadas no rip de uma Avantra (maquina de filmes)?

  • Thiago Fagner

    Eu tinha que agradecer novamente pelo tuto. Muito Obrigado!

  • Mario

    Trabalho em uma editora e tenho que verificar um anúncio enviado que está em PDF. Ver se está no tamanho correto, com sangria, etc. Mas como eu faço para saber se as imagens dentro do anúncio estão em CMYK e com resolução de 300dpi? É diferente de quando estamos criando o arquivo e temos as imagens originais.

    Estou utilizando o Illustrator e sei que é possível verificar o “Color Mode” do arquivo mas não sei se o arquivo estando em CMYK, as imagens também estarão na hora de importá-las no InDesign. Na aba “Links” também não há essa informação.

    • Robson

      Ola Mario tenho uma estamparia eu recibi aqui um arquivo no corel que foi feito no illustrator de uma imagem monocromática uma foto PB pois eu só clico nela e troco de cor rapidamente mais já tentei aqui e não consigo vc podeia me ajudar
      meu email rscvisual@yahoo.com.br um grande abraço.

  • Caio_Schultz

    Obrigado pela aula.
    Tudo muito claro. 
    Consegui tirar minha dúvida.
    Acompanharei sempre!

  • Riccardo Otavio

    Estou com um problema que não consigo colocar o preto sobreposto ele só fica vazado no ilustrator na hora de fecha e o tutorial tá show

  • Guilherme Vieira

    Excelente trabalho João, já vi alguns outros tutoriais seus e acho bem interessante a forma como se preocupa em explicar o conteúdo e não simplesmente passar um passo a passo.
    Gostaria de comentar alguns conceitos abordados no vídeo. O primeiro é sobre a cor registro do Illustrator, a utilidade dela é ter uma cor que irá aparecer em todos os canais de cor da arte, ou seja se a arte tem 6 cores, o que você usar com essa cor vai sair nas 6 cores do material.
    A preocupação com swatches acho super válida e ainda mais com as dicas para adicionar e remover swatches automaticamente, mas acho ela mais interessante por organização do arquivo que facilita muito qualquer alteração. Acredito que para uma melhor conferência de que cores estão sendo utilizadas existe um novo recurso no CS5 chamada separation preview, que mostra exatamente as cores que estou utilizando. Outra maneira caso tenha uma versão antiga é mandar imprimir e ir na aba output, lá tb tem uma lista das cores utilizadas no documento.
    Sou de São Paulo e aqui não tive muito contato com gráficas que façam a colocação de marcas manualmente, geralmente eles usam softwares próprios ou geram um PDF pedindo para inserir as marcas. Acho legal, quando possível ligar para gráfica e pergunta como o cara prefere receber os arquivos. Muitas vezes inserimos marcas e outros elementos que só dificultam o trabalho ou podem ter sido feito de forma errada.
    Mas muitas coisas mudam de lugar para lugar e muita gente quando ouve falar em fechamento de arquivo num sabe nem por onde começar e acaba ficando com uma produção frustrante. 
    Parabéns novamente pelo trabalho e espero ter contribuído com a discussão!

    Abraço

  • Tecosans

    João, adorei os tutoriais. Tenho uma dúvida, há arquivos do photoshop que não consigo abrir no ilustrator para editar. Ele abre, mas não fica editável, ou melhor, não exporta as camadas. Tem alguma solução para salvar no photoshop e abri as camadas no ilustrator?

  • Marcus

    mto bom seu video, mas eu tenho uma duvida. Quando tu abre um novo doc. no AI cs6 ele tem a opção de colocar a sangria se eu colocar 5mm ela fica com a prancheta no tamanho que eu denominei e a sangria fica uma linha vermelha ao redor da prancheta acima desta medida que especifiquei ex 90mm 50mm, como funciona ao certo essa config. de sangria?
    Obrigado desde já.

    • Robson

      Ola Marcus tenho uma estamparia eu recibi aqui um arquivo no corel que foi feito no illustrator de uma imagem monocromática uma foto PB pois eu só clico nela e troco de cor rapidamente mais já tentei aqui e não consigo vc podeia me ajudar
      meu email rscvisual@yahoo.com.br um grande abraço.

  • Douglas Dilser

    Parabéns pela vídeo aula!!! 

  • Reinaldo

    bah cara obrigado msm, ajudou muito esse tutorial, vou começar a trabalhar na pré-impressão segunda e nao tinha quase nada de noção do que fazer. Valeu msm.

  • Gabits Medina

    Parabéns pelo tutorial João! Ficou muito completo e me ajudou bastante… Muito grata! 🙂 Abç.

  • Estefanibsb

    Cara eu sou tua fã!!! apendo muito mais com vc doq com a minha prof da faculdade … 

  • Lucas Palheta

    Gostaria de saber por que quando salvo meu arquivo do illustratro em (PDF/X-1a: 2001) ele cria varias linhas brancas certo no limite dos arquivos se for imagens, mais isso só acontece em fundo gradiente ou com uma iluminação, por exemplo no fundo preto fica normal sem erros?
    Att: Lucas Palheta

    • Robson

      Ola Lucas tenho uma estamparia eu recibi aqui um arquivo no corel que foi feito no illustrator de uma imagem monocromática uma foto PB pois eu só clico nela e troco de cor rapidamente mais já tentei aqui e não consigo vc podeia me ajudar
      meu email rscvisual@yahoo.com.br um grande abraço.

    • André

      Também estou com esse problema, não sei se isso é um erro de visualização ou no arquivo mesmo

      • Tente salvar com o preset PDF/X-4:2008. É o que eu tenho usado ultimamente, e não tenho visto muitos problemas com esse padrão.

  • Robson

    Ola João tenho uma estamparia eu recibi aqui um arquivo no corel que foi feito no illustrator de uma imagem monocromática uma foto PB pois eu só clico nela e troco de cor rapidamente mais já tentei aqui e não consigo vc podeia me ajudar
    meu email rscvisual@yahoo.com.br um grande abraço.

  • Geilson

    Olá João, ótima vídeo aula, percebi que voce usa iMac, poderia me dizer qual microfone usa para criar as vídeo aulas? Pois possuo um iMac mais novo ele vem apenas com uma entrada de áudio, me impossibilitando de usar o fone e microfone integrado ao mesmo tempo como se usa no pc windows, de repente pode me dar uma dica…

  • Daniel

    Não é mais fácil usar a própria opção de bleed do Illustrator pra sangria?

  • Juliano

    Olá, estou com uma dúvida: fiz uma imagem no photoshop usando as configurações de cores CMYK e o fundo da imagem eu coloquei C: 0% M: 0% Y: 0% K: 100%. Quando eu importo para o illustator, ele desconfigura as cores, não deixando o fundo 100% preto. O que devo fazer?

    • Tenha certeza de que o arquivo salvo do Photoshop está em CMYK, e que o documento do Illustrator também. Assim você não deve ter problemas de incompatibilidade de modo de cor.

  • Cezar

    Olá, João. Como deixar a prancheta do Illustrator CS6 no mesmo tamanho de arquivos eps ou ai gerados (exportados) pelo Corel x7? Exporto em ambos os formatos, e quando clico com o direito do mouse e peço para abrir com o llustrator, a prancheta fica num tamanho diferente daquele do arquivo, um formato padrão. Tem como mudar isso? Tentei em Preferências achar algo como “fazer prancheta adaptar-se ao tamanho do arquivo”, mas não achei. Sou novo no Illustrator. Obrigado.